A promoção turística de Portugal nos países nórdicos (1962-1993) – 9 – A acção em 1987-1993: intercâmbio no domínio da formação turística e hoteleira

Entre as diversas acções particularmente significativas ou inovadoras, promovidas ou activamente participadas pelo CTP-Escandinávia a partir de 1986, salientam-se as seguintes:

– Congresso da Associação das Agências de Viagens da Suécia (SRF), comemorativo do seu Cinquentenário, em Lisboa (Hotel Ritz), com a participação de 190 agentes e operadores suecos e avultada intervenção do “trade” português – incluindo “workshops” e deslocações de prospecção ao centro e norte do País, Alentejo, Algarve, Madeira e Açores (Outubro-1987);

– “Follow up” do Congresso da SRF na “TUR” – a maior feira internacional de turismo da Escandinávia, realizada em Gotemburgo, na qual o nosso País participou anualmente com pavilhão próprio, organizado pelo CTP, e que na edição de 1988 venceu o prémio de “O Melhor Cartaz Turístico”, num concurso em que votaram cerca de 25.000 visitantes – seguido de sessão promocional de Lisboa e Costa Azul em Estocolmo (Grand Hotel), com seminário para profissionais do “trade” sueco e participação do vereador de Turismo da CML (Março-1988);

– Acção promocional da Madeira em Copenhaga e Estocolmo – encontros com operadores, agentes de viagens e representantes dos media, com a presença do Secretário Regional do Turismo madeirense (Março-1988);

– Concerto de Amália Rodrigues, em Estocolmo, com a colaboração da TAP e da Associação Portuguesa local – seguido de uma concorrida recepção oferecida ao “trade” e aos media suecos – acontecimento que conquistou grande repercussão na Suécia, resultando numa excelente promoção do nosso País (Maio-1988);

Figura 1 – Amália Rodrigues concedendo autógrafos na recepção promovida pelo CTP-Escandinávia, após o seu memorável concerto em Estocolmo (Maio-1988)

Figura 1 – Amália Rodrigues concedendo autógrafos na recepção promovida pelo CTP-Escandinávia, após o seu memorável concerto em Estocolmo (Maio-1988)

– Acção idêntica em Helsínquia – com concerto do guitarrista Carlos Paredes e recepção ao “trade “ finlandês (Setembro-1988);

– Campanha especial com a TAP (publicidade e iniciativas diversas) por motivo do lançamento da linha directa Estocolmo-Lisboa (5 voos semanais) – culminando um longo e empenhado esforço desenvolvido pelo CTP nesse sentido (Novembro-1988);

– Participação de Portugal, representado pelo Director do CTP-Escandinávia, nas reuniões/conferências da European Travel Commission (ETC) em Helsínquia (1987 e 1989) e Oslo (1988);

– Impulsionamento do intercâmbio entre a Suécia e Portugal no domínio da formação profissional turística e hoteleira, na sequência de conversações a nível governamental tendo uma primeira delegação de profissionais portugueses, estagiado na Suécia em 1989, com retribuição de uma missão sueca a Portugal no ano seguinte;

– A iniciativa de intercâmbio entre os dois países, neste campo, ficou também assinalada pelas visitas oficiais do secretário de Estado do Turismo de Portugal à Suécia e do ministro da Indústria e Turismo da Suécia a Portugal (em, respectivamente, Abril e Setembro-1989) e, ainda, dos Secretário de Estado do Turismo (Junho-1990) e Director-Geral do Turismo (Agosto-1991) suecos ao nosso País;

Uma caravela portuguesa na praça central de Estocolmo

– “Portugal: País das Descobertas” – acção promocional em Estocolmo (com a colaboração do ICEP, da TAP e da Escola Hoteleira de Lisboa), conjugada com a visita de Estado do Presidente da República Portuguesa à Suécia – incluindo, durante dez dias, exposição e informação turística, gastronomia, actuação de artistas musicais portugueses, concursos, etc. – nos famosos Armazéns da Nordiska Kompaniet (com cerca de 30.000 visitantes diários) e no Hotel Royal Viking – além de campanhas publicitárias de montras e “outdoors” (Outubro-1990);

Figura 2 – Capa da brochura “Portugal, país das Descobertas”, suporte de destaque da maior campanha promocional do turismo português no conjunto dos países nórdicos, distinguida com o “Gold Award” da IMPA (1990)

Figura 2 – Capa da brochura “Portugal, país das Descobertas”, suporte de destaque da maior campanha promocional do turismo português no conjunto dos países nórdicos, distinguida com o “Gold Award” da IMPA (1990)

Ainda quanto a iniciativas promocionais do CTP-Escandinávia de especial relevância, destacaram-se no período de 1991-92 mais as seguintes:

– “Semana Portuguesa” (turismo e gastronomia) em Oslo (Hotel Scandinavia), com exibição de vários artistas musicais (Fevereiro-1991);

– Apresentação na feira “TUR”, em Gotemburgo, de réplica, em formato rigoroso, de uma caravela de Quinhentos (descoberta abandonada e profundamente deteriorada na ilha do Porto Santo) – que constituiu o corpo central e a atracção dominante do pavilhão de Portugal – originalidade que suscitou não só uma afluência excepcional de visitantes, como particular interesse do “trade” e dos media (Março-1991);

– Deslocação ao Porto/Norte de Portugal de uma equipa da Televisão Nacional da Suécia (STV), para reportagem turística (Maio-1991) seguida de programa especial de duas horas sobre o nosso País, emitido dos estúdios de Malmö da mesma STV, com a participação de escritores, jornalistas e artistas musicais – o qual obteve amplo impacto (Julho-1991);

– Digressão de 11 dias pelo centro e norte de Portugal de um grupo de 45 membros da Sociedade Amigos do Museu do Mediterrâneo, de Estocolmo, composto por individualidades de grande prestígio e influência em variados sectores da vida sueca, que visitaram igualmente diversos sítios arqueológicos romanos (Outubro-1991);

– Colaboração com a Televisão Nacional da Suécia, por iniciativa do CTP, na cedência de vídeos e filmes sobre o Portugal turístico, de que resultou a montagem que ilustrou a participação portuguesa no Festival da Canção da Eurovisão realizada na cidade de Malmö (Abril-1992);

– Campanha promocional em Copenhaga (rede pública de autocarros, cabinas telefónicas, montras de agências de viagens, bancos, etc.), por ocasião da visita de Estado do Presidente da República Portuguesa à Dinamarca (Maio-1992);

– “Semana de Lisboa” (turística, cultural, artística, gastronómica e de moda), na categorizada StureGalleriet de Estocolmo, com a cooperação da Câmara Municipal de Lisboa, ICEP e TAP, e a participação activa dos Presidente e Vereador do Turismo da CML, escritores José Saramago (Prémio Nobel em 1998) e Rosa Lobato Faria, arquitecto Tomás Taveira, artistas musicais António Chaínho e Dina, entre outros, e na qual também estiveram presentes o Primeiro-Ministro da Suécia e a Presidente do Município de Estocolmo – iniciativa cujo relevo foi espectacularmente valorizado pela exposição, em plena Stureplan (a praça mais movimentada da capital sueca) da impressionante réplica de caravela portuguesa apresentada pela primeira vez na feira “TUR” de 1991.

Figura 3 – Réplica de uma caravela portuguesa domina a Sturepan (praça mais concorrida de Estocolmo), durante a “Semana de Lisboa”, promovida pelo CT Escandinávia com a colaboração da Câmara Municipal de Lisboa (Maio, 1992)

Figura 3 – Réplica de uma caravela portuguesa domina a Sturepan (praça mais concorrida de Estocolmo), durante a “Semana de Lisboa”, promovida pelo CT Escandinávia com a colaboração da Câmara Municipal de Lisboa (Maio, 1992)

Um facto inédito (excepcionalmente autorizado pela municipalidade local) que – tal como em Gotemburgo e, seguidamente, nas feiras “Reiseliv”/Oslo, “Matka”/Helsínquia e “Ferie”/Copenhaga – provocou invulgar afluência popular e especial interesse dos media (Maio-1992);

– Exposição “Portugal – Tradição e Qualidade”, na Bolsa de Copenhaga, organizada pela Delegação do ICEP, com a cooperação activa do CTP, que promoveu um concorrido jantar-colóquio para dirigentes e jornalistas do sector turístico dinamarquês, no qual participou o presidente do IPT, que também visitou as novas instalações da Subdelegação local do CTP-Escandinávia (Maio de 1992);

Figura 4 - Uma das últimas iniciativas promocionais do Centro de Turismo de Portugal na Escandinávia – “Semana de Lisboa” – com a colaboração da Câmara Municipal de Lisboa, do ICEP e da TAP. Na inauguração (da esquerda para a direita): director do CTP, presidentes dos Municípios de Lisboa e de Estocolmo, embaixadora de Portugal, presidente da administração da StureGalleriet (onde ocorreu parte do acontecimento) e delegado do ICEP (Maio-1992)

Figura 4 – Uma das últimas iniciativas promocionais do Centro de Turismo de Portugal na Escandinávia – “Semana de Lisboa” – com a colaboração da Câmara Municipal de Lisboa, do ICEP e da TAP. Na inauguração (da esquerda para a direita): director do CTP, presidentes dos Municípios de Lisboa e de Estocolmo, embaixadora de Portugal, presidente da administração da StureGalleriet (onde ocorreu parte do acontecimento) e delegado do ICEP (Maio-1992)

– Cooperação com a Fundação Calouste Gulbenkian no “Festival Nórdico”, em que actuaram vários intérpretes escandinavos de música e dança clássicas, e que obteve repercussão muito positiva na comunicação social nórdica – tendo por finalidade uma captação mais incisiva do segmento cultural (Julho-1992);

– Visita de 36 membros da Associação Sueca dos Museus Militares (incluindo oficiais superiores, aposentados ou no activo, e personalidades de relevo da sociedade e da cultura) que, com a colaboração de instituições congéneres portuguesas, percorreram vários museus militares e lugares de interesse relacionados com importantes batalhas históricas (Lisboa, Porto, Aljubarrota, Ourique, Buçaco, Vimeiro e outros) – (Setembro-1992);

– Deslocação aos Açores de uma equipa sueca de reportagem jornalística e fotográfica, cujo trabalho se destinou a promover aquele arquipélago quando do lançamento de novo programa escandinavo de voos fretados para o destino açoreano (Setembro-1992);

– “Semana Gastronómica Portuguesa” em Oslo (Hotel Continental) – de colaboração com a Delegação do ICEP na Noruega – promoção turística, gastronómica e de produtos portugueses e exibição de um conjunto de artistas musicais (Setembro-1992).

 

 

César Faustino

Jornalista, fundador e Director do Centro de Turismo de Portugal na Escandinávia, de 1965 a 1972 e de 1979 a 1992 – e, cumulativamente, da primeira Delegação Comercial Portuguesa nos Países Nórdicos (1967-1972). Desempenhou também as funções de Conselheiro de Imprensa e de Adido Comercial e de Turismo das Embaixadas de Portugal em Estocolmo e Helsínquia. Quando da extinção do Instituto de Promoção Turística, em 1992, era o decano dos Directores das Delegações do Turismo Português no estrangeiro. Condecorado pelo Presidente da República de Portugal com as comendas das Ordens do Infante Dom Henrique e do Mérito e pelo Rei da Suécia com a comenda da Ordem Real da Estrela Polar – tendo recebido em 2013 o Troféu “Consagração Turística” da Associação dos Jornalistas Portugueses de Turismo.

More Posts


Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.