A promoção turística de Portugal nos países nórdicos (1962-1993) – 6 – Expansão fulgurante dos fluxos finlandeses

Das múltiplas iniciativas de características inovadoras ou com notório impacto no mercado, de realização ou envolvimento do CTP-Escandinávia entre 1979 e 1986, destacaram-se particularmente as seguintes:

Visita ao Algarve, para promoção do golfe, dos príncipes Bertil (segunda figura do Estado sueco) e Sigvard Bernadotte (ambos tios do Rei Carlos Gustavo XVI), a qual obteve grande repercussão mediática (Novembro-1981);

– Sessões promocionais da Costa do Estoril em Estocolmo (Hotel Sheraton) e Helsínquia (Hotel President), com a presença de uma larga representação do “trade” português e local (Maio-1982);

– Congresso da Associação das Agências de Viagens da Finlândia (AFTA), no Estoril, com 120 participantes e visita extensiva ao Norte do País – e que serviu de “rampa de lançamento” da fulgurante expansão dos fluxos finlandeses nos anos que se seguiram (Março-1983);

– Jornadas promocionais da Madeira em Estocolmo (Ópera) e Helsínquia (Hotel Intercontinental) – com a participação do Presidente do Governo da Região Autónoma, avultado número de hoteleiros e agentes de viagens madeirenses e actuação de grupo folclórico (Outubro-1983);   

– “Semana de Portugal” em Oslo (Grand Hotel) – turismo e gastronomia  – com a presença de numerosos representantes do “trade” norueguês e  actuação de vários artistas musicais (Setembro-1984);

– Estágio no Algarve da selecção nacional sueca de futebol, antecedendo o seu jogo com Portugal, em Lisboa, que resultou em abundantes reportagens nos media (Novembro-1984);

– Visita do Secretário de Estado do Desporto da Suécia – seguida de um grupo de dirigentes e técnicos da Federação Sueca de Atletismo (incluindo o campeão olímpico Anders Gärderud) – para avaliação das condições existentes em Portugal com vista a estágios de preparação de atletas de alto rendimento durante o Inverno (Maio-1985);

– “Semana Portuguesa” em Estocolmo (Hotel Sheraton) – turismo, gastronomia e folclore – (Setembro-1985);

– “Festa Portuguesa” – promoção do turismo de habitação, gastronómico e vinícola realizada no Scandinavia Hotel, de Copenhaga, em colaboração com o jornal dinamarquês “Aktuelt”, o operador Fritidsrejser e a TURIHAB (Novembro-1985);

– Deslocação de um grupo de 24 jornalistas dinamarqueses ao Porto e Costa Verde, em cooperação com a Associação dos Jornalistas da Dinamarca, e conjugada com o início das operações de grupos para aquelas regiões, a partir de Copenhaga (Abril-1986);

– “Festival Gastronómico Português” em Estocolmo (Hotel Amaranten) – em colaboração com a SAS e o Hotel Ritz, de Lisboa (que cedeu uma equipa de cozinheiros) – promoção turística e actuação de um conjunto de artistas musicais portugueses (Março-1986).

E ainda – para além de avultado número de jornalistas da imprensa, rádio e televisão dos cinco países nórdicos – a deslocação de muitas figuras de reconhecido prestígio local, consideradas como “opinion leaders”, do cinema, teatro, televisão, música, desporto, etc., bem como de escritores de viagens e turismo – o que resultou em abundantes artigos, reportagens e obras literárias sobre o Portugal turístico.

Figura 1 – O Primeiro-Ministro da Suécia, Olof Palme, visita o pavilhão de Portugal na Feira Internacional de Turismo “TUR”, em Gotemburgo (Março-1984)

Como se pode deduzir do seu ecléctico conjunto, estas acções tiveram como propósito, não apenas o crescimento dos fluxos turísticos escandinavos para o nosso Pais, mas, igualmente, a sua diversificação e, sobretudo, a sua valorização sócio-económica.

Evidentemente que para os resultados positivos obtidos se revestiu de especial relevância a continuidade da empenhada e eficiente colaboração recebida quer da quase generalidade do “trade” nórdico quer do sector oficial e privado português – nomeadamente das Regiões de Turismo do Algarve, Madeira, Oeste e Costa Azul, Junta de Turismo da Costa do Estoril, Câmaras Municipais de Lisboa e Porto, TAP, ENATUR, hoteleiros, operadores e agentes de viagens – com menção muito particular ao valioso apoio recebido da Embaixada de Portugal em Estocolmo no delicado caso da epidemia algarvia.

Figura 2 - “Portugal informa” – brochura em sueco, comparticipada por vários operadores nórdicos e empresas hoteleiras portuguesas (1992).

Figura 2 – “Portugal informa” – brochura em sueco, comparticipada por vários operadores nórdicos e empresas hoteleiras portuguesas (1992).

Contudo, e ainda que, com o decorrer do tempo e mercê de um intensivo esforço extra, a recuperação dos efeitos danosos provocados pelo surto epidémico na costa algarvia acabasse por se revelar bem-sucedida, a verdade é que, sem aquela grave ocorrência – que afectou sensivelmente a evolução da corrente turística nórdica para Portugal nos anos imediatamente posteriores (causando volumosos prejuízos financeiros a hoteleiros e operadores) e ensombrou grandemente a imagem turística, não só do Algarve como do próprio País – a rentabilização deste mercado, no período 1984-86, teria sido bem mais expressiva. [continua no próximo post]

 

 


César Faustino

Jornalista, fundador e Director do Centro de Turismo de Portugal na Escandinávia, de 1965 a 1972 e de 1979 a 1992 – e, cumulativamente, da primeira Delegação Comercial Portuguesa nos Países Nórdicos (1967-1972). Desempenhou também as funções de Conselheiro de Imprensa e de Adido Comercial e de Turismo das Embaixadas de Portugal em Estocolmo e Helsínquia. Quando da extinção do Instituto de Promoção Turística, em 1992, era o decano dos Directores das Delegações do Turismo Português no estrangeiro. Condecorado pelo Presidente da República de Portugal com as comendas das Ordens do Infante Dom Henrique e do Mérito e pelo Rei da Suécia com a comenda da Ordem Real da Estrela Polar – tendo recebido em 2013 o Troféu “Consagração Turística” da Associação dos Jornalistas Portugueses de Turismo.

More Posts

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.